Astronadc Pereira, é policial militar, Psicologo e professor. Mais conhecido como Sargento Pereira.

Minha foto

Um homem com sonhos e pé no chão com a certeza de que o amor e a felicidade é o combustível que nos nutri de esperanças e fé. Prefiro que não discutam comigo e sim com minhas ideias.
Paz, felicidades, saúde e fé.

Astronadc Pereira

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Soldado Carneiro é alveijado em Santa Rita durante uma ocorrênia

SOLDADO EXEMPLAR DA PM É BALEADO DURANTE UMA OCORRÊNCIA POLICIAL NA CIDADE DE SANTA RITA

No dia 06 de set por volta das 09:h uma guarnição da PM, comandada pelo Cabo PM Uramir recebeu a denuncia de uma ocorrência policial na cidade de Várzea Nova. A viatura policial e a guarnição em serviço se deslocaram até o local quando se deparou com o acusado. Durante a abordagem o acusado conseguiu retirar a pistola calibre 40, que se encontrava no colete do Cabo Uramir e passou a disparar a arma contra os policiais chegando a atingir o Comandante da Guarnição (Cabo Uramir) atingindo também o soldado Carneiro. O Cabo Uramir já passa bem e encontra-se em sua residência. O soldado Carneiro foi atingido com um disparo no pé o que causou profundas dores, sangramento e dilaceramento de veias, músculos e carne de seu pé. Os médicos precisaram cortar duas veias para que se pudessem fazer os procedimentos médicos. Segundo o soldado Carneiro o disparo no seu pé causou-lhe estragos entre músculos, ossos, cartilagem e veias. Depois de ser socorrido e conduzido ao hospital de trauma da capital João Pessoa, PB, o soldado da PM Carneiro foi conduzido para uma enfermaria do hospital de trauma Humberto Lucena. O que nos chamou atenção é o fato do soldado Carneiro ser um policial militar, um profissional competente, um agente da lei e encontrava-se em uma enfermaria com mais quatro pessoas (totalmente desconhecidas). O soldado Carneiro não teve nem direito a uma cama permanente foi colocado em cima de uma cama temporária, aquelas que se usa para ser conduzido pelos corredores nem tampouco o direito a um apartamento individual. Num Estado e numa sociedade que preza pelos seus agentes públicos isto jamais aconteceria. O policial deve receber melhor tratamento, o policial deve ter seu espaço garantido, sua individualidade respeitada, ou seja, sua assistência biopsicossocial efetivamente garantida. Perguntado ao soldado Carneiro se algum de seus comandantes esteve no hospital para visitá-lo ele (o soldado Carneiro) informou que não, e que apenas o oficial CPU esteve no local para coletar os dados da ocorrência e repassar ao comando até àquela hora (15:0h).

ASTRONADC PEREIRA DE MORAIS-SGTPM
Tel cel 88243268



Nenhum comentário: