Astronadc Pereira, é policial militar, Psicologo e professor. Mais conhecido como Sargento Pereira.

Minha foto

Um homem com sonhos e pé no chão com a certeza de que o amor e a felicidade é o combustível que nos nutri de esperanças e fé. Prefiro que não discutam comigo e sim com minhas ideias.
Paz, felicidades, saúde e fé.

Astronadc Pereira

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Vídeo mostra PF sequestrando bens dos envolvidos na operação Pão e Circo
Uma lancha, apartamentos de luxo, carros importados, armas, computadores e R$ 56 mil em espécie. Esses foram alguns dos objetos ‘sequestrados’ nesta quinta-feira (28) durante a Operação Pão e Circo, que culminou com a prisão de três prefeitos paraibanos sob acusação de desviar R$ 65 milhões em contratação de shows. (vídeo abaixo)

As primeiras-damas dos municípios de Sapé e Alhandra foram conduzidas coercitivamente a Polícia Federal. A de Solânea foi presa. Ela também é secretária de Finanças do município. Um empresário paraibano foi preso em Alagoas acusado de contratação irregular das bandas. O secretário de Turismo de Sapé, Osimar Berto de Araújo, está na lista dos presos.

De acordo com o procurado geral, Oswaldo Trigueiro, a irregularidade na Fundação Cultural de João Pessoa ( Funjope) foi detectada na licitação das balsas utilizadas na queima de fogos no réveillon da Capital. O servidor municipal foi preso.

As verbas oriundas do Ministério do Turismo foram suspensas até dezembro de 2012 para os três municípios envolvidos na fraude. As investigações, que ocorrem há mais de um ano, detectaram que houve um esquema criminoso na utilização dos recursos do FPM e ICMS.


Veja vídeo:
 
Hyldo Pereira, com informações de Pollyanna Sorrentino

http://www.portalcorreio.com.br/noticias/matler.asp?newsId=212113

quarta-feira, 27 de junho de 2012


PM PE: SOLDADO SE MATA DENTRO DE QUARTEL


PMPE: OUTRO SUICÍDIO!

Uma soldado identificada até agora apenas como Andrea se matou dentro do quartel em Goiana, na Zona da Mata Norte do Estado. O caso aconteceu na tarde desta segunda-feira (25). A policial, que é da Paraíba, mas trabalhava no 2º Batalhão de Polícia Militar de Nazaré da Mata, tinha apenas dois anos de serviço.

No mês passado, outro caso de suicídio envolvendo policiais chocou o Estado. O tenente-coronel Marinaldo Lima, responsável pelo comando do 13º Batalhão da PM de Pernambuco, tirou a própria vida com um tiro na cabeça no prédio da Secretaria de Planejamento do Governo do Estado. O local é usado pelos comandantes da PM e os secretários para reuniões do Pacto pela Vida e iniciativas da gestão Eduardo Campos. Na época, a Secretaria de Defesa Social (SDS) afirmou que o tenente estava endividado.


PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR: 

1. ATÉ QUANDO? 
2. SERÁ MERA COINCIDÊNCIA? 
3. QUAIS AS VERDADEIRAS CAUSAS DESSAS TRAGÉDIAS RECORRENTES?
4. O QUE ESTAMOS FAZENDO PARA QUE FATOS DESABONADORES COMO ESTES NÃO MAIS OCORRAM?


http://noqap.blogspot.com.br/2012/06/em-goiana-soldado-se-mata-dentro-de.html?spref=fb

Governo federal anuncia gestão compartilhada da segurança pública com os Estados




Alagoas terá programa piloto do governo federal
para combater índices alarmantes de violência

Carlos Madeiro
Do UOL, em Maceió

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que o governo federal vai, a partir de agora, participar diretamente da gestão da segurança pública dos Estados que recebem recursos da União. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (27), durante o lançamento do programa “Brasil Mais Seguro”, em Maceió. O plano pretende reduzir o número de assassinatos no país e terá como piloto o Estado de Alagoas.

Segundo o Ministério da Justiça, Alagoas será palco de várias operações e receberá homens, equipamentos e investimentos federais --na ordem de R$ 25 milhões-- para reduzir a taxa de assassinatos, que alcançou, em 2010, a 66,8 para cada 100 mil habitantes e é a maior do país. Daqui a três meses, o ministério deve avaliar os resultados e começar a estender o plano a outros Estados que não estão conseguindo reduzir a taxa de criminalidade.

Cardozo disse que, com o Brasil Mais Seguro, o governo federal vai mudar o foco de como vê a segurança pública e vai começar a atuar de forma integrada com os governos estaduais em busca de direcionar os gastos e executar ações específicas. Para isso, os governadores chamados para assinar novos acordos de cooperação, que preveem gestão compartilhada.

“Nós estamos com esse programa melhorando o sistema de gestão e de atuação na segurança. Percebemos que não podíamos continuar só com o que estávamos fazendo. Precisávamos de um plano com gestão, metas, indicadores, com a demonstração efetiva de cada centavo que for gasto pelo governo federal. Esse plano está rigorosamente dentro do Pronasci (Programa Nacional de Segurança com Cidadania), mas uma com nova dimensão. Não dá para só alocar recursos e esperar. É preciso assumir uma parceria com os Estados de planejamento, da informação, da gestão e dos resultados. Nós agora vamos monitorar, ter índices, região por região, e saber porque deu resultados em um lugar e não deu em outro”, disse.

Segundo Cardozo, no modelo adotado até então, os governadores estavam recebendo os recursos federais para compra de equipamentos, por exemplo, sem contrapartida uma contrapartida.

“Até agora o governo federal sempre fez o repasse do recurso. Só que acontece que, muitas vezes nos Estados, o governador retira o recurso estadual, quando deveria investir mais e aloca esse dinheiro em outra área. Agora, no caso de Alagoas, nós juntos fizemos um plano conjunto. O Estado de Alagoas vai entrar com uma grande quantidade de recursos”, explicou Cardozo, explicando que esse modelo será adotado em todos os Estados daqui para frente.

Apesar da mudança de foco, o ministro afirmou que o Pronasci segue como política de segurança do país, com resultados exitosos. “O Pronasci foi e continuará sendo o plano balizador da segurança pública. O grande êxito que nós vimos nele foi tratar a segurança com cidadania e buscar parceiras dos Estados com o governo federal para enfrentar a violência. O que estamos fazendo aqui é um continuação, num outro patamar, com um aperfeiçoamento”, disse.

Sobre o novo programa, Cardozo explicou que ele teve como base experiências exitosas, especialmente o “Pacto pela Vida”, adotado em Pernambuco e que reduziu em 40%, em quatro anos, a quantidade de homicídios na capital pernambucana. “Pelos resultados apresentados, Recife teve índices melhores até que o Tolerância Zero de Nova York e o plano de Bogotá, por exemplo. Existem outras experiências, em Minas Gerais, no Rio de Janeiro, no Rio Grande do Sul e em São Paulo, que serão implantadas com esse programa. Alagoas não será uma cobaia, com experiências de algo que nunca foi feito”, disse.

O ministro não antecipou os próximos Estados que deverão receber ações do novo plano de segurança. “Daqui a três meses nós devemos ter uma avaliação do que ocorreu aqui em Alagoas. Existem outros Estados que estão conversando conosco, mas sem negociar com os governadores não vou antecipar”, informou Cardozo.
Emergência em Alagoas

Em Alagoas, o programa “Brasil Mais Seguro” teve vários anúncios pelo governo estadual. O principal deles foi o decreto de emergência na segurança pública. “Esse decreto dá o sinal verde à Procuradoria e à Casa Civil para que as ações voltadas à segurança pública sejam a prioridade absoluta. Isso vale para serviços, para as compra governamentais”, disse o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), que vai coordenar pessoalmente as ações do plano em Alagoas. O decreto será publicado no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (28).

Também nesta quarta-feira, o governador anunciou concursos públicos para a área de segurança pública. O edital do concurso público da Polícia Militar prevê contratação de 1.040 militares também será publicado nesta quinta-feira. Já o concurso da Polícia Civil terá 400 vagas para delegados, escrivães e agentes, mas o edital será lançado apenas nas próximas semanas.

O governo também anunciou que foi instalada uma sala de situação, para monitoramento 24 horas das ações das polícias. A sala já foi montada no Tribunal de Justiça. Além disso, o Estado terá reativado o Gabinete de Gestão Integrada, que vai integrar e articular a gestão da segurança pública entre os governos locais e federal.

O Estado também criou uma delegacia exclusiva para crimes de homicídios, que terá atuação de homens da Força Nacional de Segurança. Três helicópteros também foram cedidos por Estados e vão ajudar no policiamento ostensivo.

A primeira ação do plano aconteceu na manhã desta quarta-feira, com uma megaoperação na região do Vergel e Dique Estrada, na zona sul da capital alagoana. Durante a ação foi apreendido 1,5 kg de crack. Duas pessoas foram presas. Outras operações serão realizadas diariamente nas cidades de Maceió e Arapiraca, que contabilizam mais de 60% dos homicídios do Estado.”.
Greve no IML de Maceió














Foto 3 de 9 - Pátio do IML Estácio de Lima mostra a falta de estrutura para receber grande quantidade de cadáveres durante a greve dos médicos legistas. Detalhe para o corpo de um homem em um rabecão em cima de uma maca no sol à espera da liberação da documentação para sepultamento. Os corpos que deram entrada no IML de Maceió a partir do dia 21 estão sendo liberados sem a realização de necropsia e depois serão exumados quando a greve acabarMais Beto Macário/UOL

sábado, 23 de junho de 2012

Pedido de enxoval no IME terá punição

Sindicância conclui que oficial errou ao exigir de recrutas até papel higiênico



Fachada do Instituto Militar de Engenharia, na Praia Vermelha

RIO - Uma sindicância do Instituto Militar de Engenharia (IME) decidiu punir administrativamente o oficial que exigiu de recrutas a compra de um “enxoval” para a prestação do serviço militar obrigatório. O processo concluiu que o oficial cometeu uma infração disciplinar. Como O GLOBO revelou em março, jovens de famílias humildes tiveram que comprar roupas para os testes de aptidão física e até material de consumo, como papel higiênico. É obrigação do Exército fornecer esses itens.

Por outro lado, o promotor Jorge Augusto Lima Melgaço, da 3ª Procuradoria de Justiça Militar do Rio, resolveu arquivar o procedimento criminal, que corria em paralelo, por considerar suficiente a punição administrativa.

Ele explicou que seu parecer ainda será apreciado em Brasília pela Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Militar — formada por três subprocuradores — e pelo procurador-geral da Justiça Militar, Marcelo Weitgel. O procedimento é usual em arquivamentos.

— O militar errou, mas não foi caracterizado que ele se locupletou com aqueles bens ou dinheiro. A resposta tem que ser proporcional ao erro cometido. Seria exagero enquadrá-lo no Código Penal Militar. Ele não ficará impune — disse o promotor Jorge Augusto Lima Melgaço, esclarecendo que o comandante do IME determinará a punição, de advertência à prisão.

Os familiares dos recrutas compraram shorts, camisetas brancas, tênis, meias, sunga e chinelos, além de pratos, talheres e copos, sabonetes e papel higiênico. Segundo o promotor, os prejudicados poderão pedir ressarcimento à direção do IME ou no Juizado Especial Cível.

Procurado na sexta-feira, o Comando Militar do Leste (CML) informou, por meio da assessoria de imprensa, que só poderia dar informações sobre o caso a partir da próxima segunda-feira.

© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

quarta-feira, 20 de junho de 2012


Câmara quer acabar com teto salarial do servidor público


Em meio ao recesso branco do Congresso, Comissão especial da Câmara aprovou proposta de emenda constitucional com potencial fortemente negativo para as contas públicas. O projeto acaba, na prática, com o teto salarial dos servidores públicos, não apenas da União, mas também dos Estados e dos municípios, e retira o poder da presidente da República de definir o maior salário pago pela administração pública no País. Essa função, pela proposta, será exclusiva do Congresso, sem a necessidade de passar pela sanção ou veto da presidente. A proposta ainda vincula os salários dos parlamentares aos vencimentos dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O projeto aprovado precisa ser votado em dois turnos pelo plenário da Câmara antes de seguir para o Senado. A proposta, na prática, coloca por terra as reformas administrativas realizadas nos governos dos presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. A proposta foi aprovada por unanimidade na comissão especial na manhã desta quarta-feira.

Essa vinculação dos vencimentos pavimenta o reajuste salarial para este ano. Os parlamentares condicionam a concessão do aumento dos subsídios dos ministros à aprovação da proposta de emenda constitucional que fixa o mesmo salário para os três Poderes. A carona vai beneficiar outras autoridades públicas. A vinculação do reajuste e o salário idêntico também valem para presidente e vice-presidente da República, ministros de Estado, procurador-geral da República e defensor público geral federal.

No mês passado, avançou na Câmara a proposta de reajuste salarial dos ministros do Supremo e do procurador-geral da República dos atuais R$ 26.723,13 para R$ 30.675,48, com efeito retroativo a 1º de janeiro de 2011. Esse projeto ainda passará pelo plenário. A proposta que fixa os salários iguais, no entanto, deverá ser votada pelos plenários da Câmara e do Senado antes de os parlamentares aprovarem o reajuste para os ministros do Judiciário. Dessa forma, parlamentares, presidente e vice-presidente, ministros, procurador e defensor geral terão o mesmo aumento automaticamente.

Estadão


http://www.paraiba.com.br/2012/06/20/81539-camara-quer-acabar-com-teto-salarial-do-servidor-publico#.T-JYatG5AMM.facebook

quinta-feira, 14 de junho de 2012

quinta-feira, 14 de junho de 2012


E A HORA EXTRA, VAI PAGAR?

Corpo de Bombeiros reforça efetivo para Rio + 20
Corporação vai dispor de 600 homens sem mudar o trabalho de rotina dos quarteis

Os chefes!
O Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro vai reforçar seu efetivo com 600 homens durante todos os dias de Rio + 20. Os Grupos Táticos Avançados (GTAs) serão distribuídos pelo Riocentro, principal ponto de encontro, e nos demais locais que sediarão atividades. Os militares da corporação serão os únicos fardados no local. O patrulhamento também será reforçado em bairros como Copacabana, Ipanema e Barra da Tijuca, onde autoridades de todas as partes do mundo estarão hospedadas. O efetivo será maior, também, em vias de acesso, como Linha Vermelha, Avenida Sernambetiba, Avenida Atlântica, entre outras.

- Os grupamentos de bombeiros estarão com atividades normais. Não queremos mudar a rotina dos quarteis. Por isso, montamos grupos táticos para dar uma resposta rápida ao que for necessário na conferência - disse o Chefe do Estado-Maior Geral, coronel Ronaldo Brito Alcântara.

Dentro do Riocentro, haverá 15 bombeiros de várias especialidades - como resgate, atendimento médico e combate a incêndio, por exemplo.(Fonte: CBMERJ)

Muito bonito! Seiscentos homens sem atrapalhar a rotina dos quartéis! O importante, agora, é saber se eles receberão as horas extras, que segundo cel. Odair, deverão ser pagas a partir da Rio +20. Leiam:

Durante audiência pública nesta quarta-feira (16/05), o coordenador do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), coronel Odair de Almeida Lopes Junior, afirmou que o primeiro evento em que o Regime Adicional de Serviço (RAS) será utilizado deverá ser a Conferência Rio+20, em junho. “O objetivo é que a Rio+20 seja o primeiro momento em que o RAS passe a vigorar”, declarou o militar, na reunião da Comissão de Bancos de Horas da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), presidida pelo deputado Flávio Bolsonaro (PP). De acordo com Lopes Junior, o Proeis e o RAS permitirão que servidores da segurança pública de folga ou convocados para grandes eventos recebam por horas extras trabalhadas. (Fonte: ALERJ.)

Não foi em vão!
Será que os chefes cumprirão rigorosamente o pagamento das horas extras (RAS- regime adicional de serviço) dos militares, que tiveram suas escalas alteradas, em decorrência da RIO +20, conforme anunciou o cel. Odair de Almeida?
Se eles cumprirem o que está estabelecido, obteremos, de fato, mais uma conquista do nosso Movimento, SOS BOMBEIROS: A HORA EXTRA REMUNERADA!



JUNTOS SOMOS IMBATÍVEIS!!