Astronadc Pereira, é policial militar, Psicologo e professor. Mais conhecido como Sargento Pereira.

Minha foto

Um homem com sonhos e pé no chão com a certeza de que o amor e a felicidade é o combustível que nos nutri de esperanças e fé. Prefiro que não discutam comigo e sim com minhas ideias.
Paz, felicidades, saúde e fé.

Astronadc Pereira

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Astronadc Pereira participa de instalação da Comissão da Memória, Verdade e Justiça na UFCG


Astronadc Pereira participa de instalação da Comissão da Memória, Verdade e Justiça na UFCG

Astronadc Pereira (sargento Pereira) participou na quinta-feira (20/2), ao lado de Nazaré Zenaide (professora da UFPB e integrante da Comissão Especial dos Mortos e Desaparecidos Políticos - CEMDP), alunos e militantes dos direitos humanos, do ato de instalação da Comissão da Memória, Verdade e Justiça na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Várias outras representações, a exemplo do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Pastoral Operária, Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab), ouvidoria da UFCG e da Associação dos Docentes (ADUFCG), se fizeram presentes.

A instalação da comissão nasceu a partir do II Congresso Universitário da UFCG e tem como objetivo investigar as violações de direitos humanos causadas pela ditadura militar, no período de primeiro de abril de 1964 a 1985, com consequências para a Universidade Federal da Paraíba, com reflexo direto e consequências para o campus que deram origem a UFCG em 2002.

Sargento Pereira parabenizou o corpo universitário pela instalação da comissão e aproveitou para fazer referência ao sistema político e a ditadura militar.

"A ditadura foi superada com muita dor e luta. No entanto, as instituições republicanas ainda estão a serviço de uma ditadura disfarçada e o povo brasileiro precisa promover uma profunda reforma no sistema político; no sistema de Justiça Criminal (polícia, justiça e sistema prisional), além de se esforçar para conquistar mais justiça social, cidadania e segurança de qualidade".

Pereira destacou que o Brasil ainda não tem uma polícia de estado e sim uma polícia de governo. "Queremos uma polícia cidadã, pois esta e as novas gerações não aceitam mais a violência institucional. “Queremos educação de qualidade, justiça social e cidadania para todos”, completou.




Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário: