Astronadc Pereira, é policial militar, Psicologo e professor. Mais conhecido como Sargento Pereira.

Minha foto

Um homem com sonhos e pé no chão com a certeza de que o amor e a felicidade é o combustível que nos nutri de esperanças e fé. Prefiro que não discutam comigo e sim com minhas ideias.
Paz, felicidades, saúde e fé.

Astronadc Pereira

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Pereira fala de Crime Organizado e Segurança Pública durante audiência no Ministério Público da Paraíba

                  
3                                    Pereira (sargento Pereira) participou da elaboração do Plano Estadual de Segurança Pública elaborado a partir do Fórum Paraíba Unida pela Paz e foi convidado a falar sobre o crime organizado.

          Pereira explicou que sua equipe construiu a Câmara Temática Crime Organizado e Tráfico de Pessoas.

"Tratamos da parte metodológica, ouvimos pessoas e gestores das esferas municipais, estaduais e federais. Ao fim foi possível construir o mapa do crime e das ações criminosas na Paraíba", disse Pereira. 

       Pereira explicou o foco do Crime Organizado e suas principais ações. E falou da importância do estado manter as ações pontuais e o forte controle, nas seguintes questões: §  Cumprimento de mandados de prisão; §  Controle de tráfego urbano e rodoviário;§  Apreensão de armas de fogo;§  Enfrentamento ao trafico de entorpecente;§  Fiscalização, monitoramento de explosivos;§  Repressão ao contrabando e descaminho e§  Repressão a exploração sexual infanto juvenil. 
               Segundo Pereira estas atividades precisam de suporte, recursos orçamentários e boa gestão. As ações precisam ser sistêmicas e a repressão ser qualificada. Desta forma a criação de uma corregedoria autônoma, fortalecida, independente e ter um sistema de Inteligência moderno torna-se indispensável. 

                Segundo Pereira estas estruturas ajudam as instituições a monitorar e punir maus profissionais que se envolvem com o crime organizado. E possibilita as corporações policiais a combaterem melhor o Crime Organizado. "O foco do estado precisa estar nas ações para conter e diminuir significativamente os homicídios (CVLI-Crimes Violentos Letais e Intencionais) mas não perder de vista outros delitos que também geram a sensação de insegurança na população", afirmou Pereira.  

Assessoria de Imprensa
                 

   


Nenhum comentário: